20180220_144102
fevereiro 21, 2018 Nenhum Comentário

OBSERVATÓRIO 2018 PRIORIZA AÇÕES EM PARCERIA COM ANCAT/ MNCR E COMBATE À INCINERAÇÃO

Expansão do trabalho do Observatório da Reciclagem Inclusiva e Solidária (ORIS) para outras partes do Brasil, apoio à estruturação da Escola Nacional de Formação do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR),  atuar de forma  estratégica e mais ativa na articulação politica contra as ameaças de volta da incineração em Minas Gerais . Estes foram temas que nortearam o Planejamento ORIS 2018, em reunião realizada na tarde de ontem (20), na Escola de  Saúde Publica de Minas Gerais ( ESPMG) em Belo Horizonte .  O Observatório também organizará o Seminário Rotas Tecnológicas da Gestão de Resíduos e a Feira da Reciclagem.

 

EXPANSÃO DO OBSERVATÓRIO

Como encaminhamento, durante a Expocatadores 2017  pela Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (Ancat)   e pelo  Movimento Nacional de Materiais Recicláveis (MNCR) , a atuação em parceria com o  ORIS,  junto às associações e cooperativas de catadores, na defesa e da valorização da coleta seletiva e da reciclagem popular. A parceria ORIS, ANCAT E MNCR  amplia a presença e a atuação  para a solução dos problemas do lixo urbano e contribuição  no destino correto e gestão de resíduos no Brasil e o fortalecimento sociopolítica dos  catadores.

No nível nacional, o trabalho do ORIS com instituições, catadores, pesquisadores e estudiosos articula uma rede a serviço e ação política  para o apoio aos catadores. Os passos  iniciais do ORIS são de iniciar o diálogo  e  a parceria com o estados do Amazonas, Ceará, Espirito Santo, Rio Grande do Sul   e São Paulo.

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO

Outro ponto de pauta foi a contribuição do ORIS com a proposta da Escola Nacional de Formação do MNCR. O espaço terá  a proposta de promover o  fortalecimento  e engajamento sociopolítico dos  catadores em todo o Brasil.  A equipe ORIS iniciará um diálogo de escuta, através de oficinas, para formatar a para a proposta metodológica e temas a serem priorizados na  priorizados.

RISCO DA INCINERAÇÃO

Risco presente na pauta em Minas Gerais,  a incineração volta ao debate na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), através de Projeto de Lei (P.L.), que  será discutido em 2018.  A queima vai na contramão do desenvolvimento sustentável, ao destruir as riquezas e possibilidades presentes nos resíduos.  O ORIS atuará numa agenda de articulação política e convencimento dos parlamentares e da sociedade para as políticas que priorizem a reciclagem popular e a valorização dos catadores com a coleta seletiva.

 

FEIRA DA RECICLAGEM

Valorizando as diversas iniciativas de promoção da redução,  reuso e reciclagem dos resíduos (os 3 Rs), o ORIS prepara a Feira da Reciclagem. A atividade acontecerá no mês de setembro.  Para a Feira, o ORIS  vai mapear parceiros para as atividades de exposição e debates em rodas de conversas a serem realizadas. Os parceiros para a atividade devem ter foco nas atividades de reciclagem com nova vida de resíduos. O indicativo é que junto à Feira seja realizado o Seminário de Rotas Tecnológicas como amplo debate sobre  redução, reuso  e  a reciclagem.

Matéria produzida por Antônio Coquito, jornalista e assessor de comunicação do INSEA

Foto: Antônio  Coquito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros

A dedicação e empenho dessas instituições, tornaram possíveis a produção e continuidade dos projetos desenvolvidos pelo INSEA.


Hoje o Insea atua em mais de 20 projetos com o apoio dessas instituições. Sua empresa também pode ajudar a construir esta história! Entre em contato! Entre em contato!

cemig
ABHIPEC
danone-novo_cilco-parceiro-logo
dka_austria
wiego
Funcacao-bb
petrobras
governo_federal-insea
mncr
Desenvolvido por mOiDesign.
Todos os direitos reservados | INSEA