Triagem Ascavap 2 - Foto Gilberto Chagas MNCR
maio 29, 2019 Nenhum Comentário

Lixo Urbano: problema ou solução?

Debate compõe programação do Dia do Meio Ambiente e Dia Nacional da Reciclagem

Serviço de triagem de materiais recicláveis, na ASCAVAP, em Brumadinho.

Triagem de materiais recicláveis, na ASCAVAP, Brumadinho. Fotos: Gilberto Chagas

Dentro das reflexões sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente e o Dia Nacional da Reciclagem – 5 de junho -, o Observatório da Reciclagem Inclusiva e Solidária (ORIS) em parceria com a UEMG realiza mais uma edição do Conexões para a Sustentabilidade, que traz o tema “Lixo Urbano: problema ou solução?” Será na quinta-feira, 6 de junho, às 19h, no MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal. Acesso livre e gratuito.

A atividade integra o CoMciência, programa de divulgação científica do MM Gerdau e é parte das ações de educação para uma cultura da paz promovido pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) em parceria com o Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (INSEA) e a rede de educação de Belo Horizonte.

São convidados para debater o tema: Nícia Mafra, gestora de projetos socioambientais, especialista em resíduos sólidos urbanos na cadeia da reciclagem; Marcello Souza, engenheiro de produção, doutorando da UFMG sobre a temática do Lixo Zero e pesquisador do ORIS; Neli Medeiros, catadora de materiais recicláveis, educadora popular e presidente da cooperativa Coopersol Barreiro; e Léo Piló, artista plástico; contando com a mediação da professora Gláucia Marcondes Vieira, da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG.

O evento é voltado à participação de professores, estudantes, líderes comunitários e de organizações sociais, pesquisadores, empreendedores, catadores de materiais recicláveis e público em geral.

Introdução ao debate

O lixo urbano e aumento da geração de resíduos nos dias atuais têm sido um dos mais graves problemas ambientais a serem enfrentados pela sociedade e governos. Além do alto custo para o gerenciamento, a geração e a disposição final inadequada traz fortes impactos para a vida das pessoas, para o equilíbrio do clima e a preservação da biodiversidade do planeta. Ainda falta uma cultura de cuidado e de consciência ambiental. 

Assim, cada vez mais têm sido exigidas ações urgentes e soluções para resolver o problema. Os avanços verificados desde a promulgação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, em 2010, aponta que os avanços ainda são lentos. Mas qual o melhor caminho a ser adotado, que responde as necessidades dos municípios e dos cidadãos?  Como transformar um problema em solução, gerando inclusão e participação social, sustentabilidade, mais educação e organização? A coleta seletiva e a reciclagem, com a diminuição progressiva do que levamos para os aterros podem nos levar para a direção certa?

Luciano Marcos INSEA

Luciano Marcos, do INSEA e ORIS

“Neste evento os participantes poderão ter uma visão panorâmica do problema em escala global e da América Latina, e conhecer soluções que estão dando certo em várias cidades do Brasil e do mundo, que podem ser reaplicadas como solução à gestão de resíduos sólidos urbanos. Um passo importante para construir novos caminhos e soluções duradouras. O que você pode fazer para ser a mudança?”, propõe Luciano Marcos, diretor do INSEA e integrante do ORIS.

Intervenção artística

Boi do Além vai agregar mais cultura e descontração ao debate

Boi do Além: mais cultura e descontração ao debate

Para agregar cultura e descontração ao debate, o evento convida o grupo musical Boi do Além, influenciado pelos acordes e batuques da música brasileira, ritmos nordestinos como maracatu, ciranda, coco, baião, mangue bit. Uma proposta de arte, cultura, diversão e inclusão, com cenário de boizinhos e maracás confeccionados com materiais recicláveis das oficinas oferecidas pelo arte-educador Sandro Medeiros, responsável pelo vocal e cordas da banda. O show Boi do Além inclui percussionistas e ruídos eletrônicos que conferem um som atual e contagiante.

Rede ORIS

Logo-OrisO Observatório da Reciclagem Inclusiva e Solidária (ORIS) é espaço de produção e gestão do conhecimento para promoção da reciclagem inclusiva e difusão de soluções técnicas para o problema do lixo urbano. Criada em 2012 em BH, a rede procura integrar conhecimentos acadêmicos com o saber técnico e prático para gerar novos conhecimentos. O ORIS realiza diversas atividades durante todo o ano, tais como seminários, ciclos de estudos, pesquisas, intercâmbios e assessoria às organizações de catadores do Brasil.

É formada pelas seguintes organizações: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC MINAS), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (INSEA), WIEGO Internacional, Movimento Nossa BH, Associação Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (ANCAT) e Instituto Sustentar.

Serviço
Conexões para a Sustentabilidade “Lixo Urbano: problema ou solução?”
Dia: 6 de junho, quinta-feira
Horário: 19h às 21h
Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Praça da Liberdade, s/nº, Prédio Rosa, Belo Horizonte.
Entrada: entrada franca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros

A dedicação e empenho dessas instituições, tornaram possíveis a produção e continuidade dos projetos desenvolvidos pelo INSEA.


Hoje o Insea atua em mais de 20 projetos com o apoio dessas instituições. Sua empresa também pode ajudar a construir esta história! Entre em contato! Entre em contato!

cemig
ABHIPEC
danone-novo_cilco-parceiro-logo
dka_austria
wiego
Funcacao-bb
petrobras
governo_federal-insea
mncr
Desenvolvido por mOiDesign.
Todos os direitos reservados | INSEA