RECICLAR
abril 20, 2018 Nenhum Comentário

CARTA DA TERRA: A MUDANÇA EM NOSSAS ATITUDES

É inegável tudo que precisamos para nos desenvolver é retirado da Terra, basta refletir, a água, o solo fértil, as plantas, o ar, os animais e os recursos minerais. A Terra é nosso lar, necessitamos dessa biodiversidade para desenvolver a comunidade terrestre. O ideal é utilizar essa gama de elementos naturais, sem degradar e poluir nosso ambiente, mas não o fazemos.

Temos uma visão deturpada da questão ambiental, que estamos lentamente sanando com o passar dos séculos. O propósito da Carta da Terra é para que tenhamos uma visão holísta, que envolva várias esferas, como a econômica, política, social e ambiental.

Sumariamente a história da Carta da Terra, começou na Rio-92, onde houve uma discussão sobre o documento. Porém, não se chegou a um consenso. Em 1995, na Holanda em Haia, aproximadamente 60 representantes de áreas heterogêneas, formando uma comissão, o objetivo estava pautado em uma consulta mundial por dois anos – o resultado foi os “Princípios de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentado”.

O primeiro esboço da Carta da Terra foi redigido por Maurice Strong (ONU) e Mikhail Gorbachev (Cruz Verde Internacional), em 1997. Entre 1998 e 1999, houve um debate em várias nações, escolas e ministérios. Em 1999, Steven Rockfeller escreveu o segundo esboço do documento. Na sequência no ano de 2000 a Carta da Terra foi ratificada. O professor, escritor e ambientalista – Leonardo Boff é o representante da América Latina, na comissão da Carta da Terra.
A Carta da Terra é dividida e definida por quatro princípios e vários temas e subtemas. Vamos conhecer?

I. RESPEITAR E CUIDAR DA COMUNIDADE DA VIDA: versa em: a) Respeitar a Terra e a vida e sua diversidade; b) Cuidar da comunidade da vida com compreensão, compaixão e amor; c) Construir sociedades democráticas que sejam justas, participativas, sustentáveis e pacíficas; d) Garantir as dádivas e a beleza da Terra para as atuais e as futuras gerações.

II. INTEGRIDADE ECOLÓGICA: a) Proteger e restaurar a integridade dos sistemas ecológicos da Terra, com especial preocupação pela diversidade biológica e pelos processos naturais que sustentam a vida; b) Prevenir o dano ao ambiente como o melhor método de proteção ambiental e, quando o conhecimento for limitado, assumir uma postura de precaução; c) Adotar padrões de produção, consumo e reprodução que protejam as capacidades regenerativas da Terra, os direitos humanos e o bem-estar comunitário; d) Avançar o estudo da sustentabilidade ecológica e promover a troca aberta e a ampla aplicação do conhecimento adquirido.

III. JUSTIÇA SOCIAL E ECONÔMICA: a) Erradicar a pobreza como um imperativo ético, social e ambiental; b) Garantir que as atividades e instituições econômicas em todos os níveis promovam o desenvolvimento humano de forma equitativa e sustentável; c) Afirmar a igualdade e a equidade de gênero como pré-requisitos para o desenvolvimento sustentável e assegurar o acesso universal à educação, assistência de saúde e às oportunidades econômicas; d) Defender, sem discriminação, os direitos de todas as pessoas a um ambiente natural e social, capaz de assegurar a dignidade humana, a saúde corporal e o bem-estar espiritual, concedendo especial atenção aos direitos dos povos indígenas e minorias.

IV. DEMOCRACIA, NÃO VIOLÊNCIA E PAZ: a) Fortalecer as instituições democráticas em todos os níveis e proporcionar-lhes transparência e prestação de contas no exercício do governo, participação inclusiva na tomada de decisões, e acesso à justiça; b) Integrar, na educação formal e na aprendizagem ao longo da vida, os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável; c) Tratar todos os seres vivos com respeito e consideração; d) Promover uma cultura de tolerância, não violência e paz.
Como podemos usar a Carta da Terra? Podemos utilizar em vários segmentos, como por exemplo, escolas, nos negócios, nos governos, em ONGs, conferências, eventos públicos.

Finalizando, a Carta da Terra nos oferece uma visão holística e sustentável de como devemos proceder sobre os aspectos ambientais, políticos, econômicos e sociais. Devemos pensar coletivamente de forma justa, sustentável e pacífica, para que possamos compartilhar de uma interdependência global, sem esquecer-se das possíveis responsabilidades.

VÍDEOS
Carta da Terra – Leonardo Boff. Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=EJ6NVNGxuMc> Acesso Jan. 2013.
Carta da Terra Brasil – Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=89oZsc4oMlE>. Acesso Jan. 2013.

REFERÊNCIAS
Disponível em:<http://www.mma.gov.br/estruturas/agenda21/_arquivos/carta_terra.pdf>. Acesso Jan. 2013.
Disponível em:<http://www.mma.gov.br/estruturas/agenda21/_arquivos/CartaDaTerraHistoria2105.pdf> Acesso Jan. 2013.
Disponível em:<http://www.cartadaterrabrasil.org/prt/text.html>. Acesso Jan. 2013.

 

Foto: Claudio Fachel/Palácio Piratini/ Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros

A dedicação e empenho dessas instituições, tornaram possíveis a produção e continuidade dos projetos desenvolvidos pelo INSEA.


Hoje o Insea atua em mais de 20 projetos com o apoio dessas instituições. Sua empresa também pode ajudar a construir esta história! Entre em contato! Entre em contato!

cemig
ABHIPEC
danone-novo_cilco-parceiro-logo
dka_austria
wiego
Funcacao-bb
petrobras
governo_federal-insea
mncr
Desenvolvido por mOiDesign.
Todos os direitos reservados | INSEA