Carolina Maria de Jesus_catadora
março 14, 2019 3 Comentários

Carolina Maria de Jesus: Catadora de letras, sonhos e papéis

“Cato papel. Estou provando como vivo!”
Carolina Maria de Jesus, 1955

Carolina tornou-se escritora ao relatar seu cotidiano como catadora.

Carolina relatava seu cotidiano como catadora de papéis.

Hoje celebramos 105 anos do nascimento de Carolina Maria de Jesus, reconhecida como uma das maiores escritoras brasileiras. Nascida em 14 de março de 1914, na cidade de Sacramento (Minas Gerais), Carolina foi catadora de materiais recicláveis, na cidade de São Paulo. Por meio desta atividade ela tirava seu sustento e de seus três filhos e, em contato com papéis, livros e cadernos, alimentava sua paixão pela literatura e pela escrita.

Ao fim do dia, em seu barracão na favela do Canindé, Carolina fazia anotações sobre o seu cotidiano, que acabaram originando uma das principais obras da literatura brasileira: “Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada”. O livro, publicado em 1960 com auxílio do jornalista Audálio Dantas, tornou-se best-seller, foi traduzido em 16 idiomas e vendida em mais de 40 países.

A partir da obra Quarto de Despejo, o mundo inteiro voltou os olhos para a catadora de papéis, negra e favelada, que escrevia sobre sua realidade de maneira visceralmente poética. Carolina Maria de Jesus foi uma das primeiras escritoras negras do Brasil e é considerada uma das mais importantes do país. Faleceu em 1977 e seu legado inspira obras e homenagens em diversas linguagens artísticas, como literárias, teatrais, musicais.

Carolina_livro

Além de “Quarto de Despejo”, a escritora também deixou romances, contos, poemas, crônicas e letras de músicas. Alguns desses escritos inéditos foram publicados no livro “Meu sonho é escrever”, organizado por Raffaella Fernandez. Em 2014, ano do centenário de Carolina, foi publicado “Onde estaes felicidade?”, que reúne textos originais e manuscritos da autora. “Carolina – Uma Biografia”, detalhada biografia de Carolina Maria de Jesus escrita por Tom Farias, foi lançada em 2017, pela editora Malê.

Texto: Brígida Alvim
Fotos: Adálio Dantas/O Cruzeiro/EM/D.A Press

Comments

    Isabella Perazzo

    Extraordinário!!!

    Benigno Gentil

    Excelente homenagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros

A dedicação e empenho dessas instituições, tornaram possíveis a produção e continuidade dos projetos desenvolvidos pelo INSEA.


Hoje o Insea atua em mais de 20 projetos com o apoio dessas instituições. Sua empresa também pode ajudar a construir esta história! Entre em contato! Entre em contato!

cemig
ABHIPEC
danone-novo_cilco-parceiro-logo
dka_austria
wiego
Funcacao-bb
petrobras
governo_federal-insea
mncr
Desenvolvido por mOiDesign.
Todos os direitos reservados | INSEA