foto roberto
junho 15, 2018 Nenhum Comentário

ARTICULAÇAO DOS CATADORES PARA COMERCIALIZAÇÃO EM REDES É FORTALECIDA NO ENCONTRO EM BH

Com a pauta de discussões sobre a estruturação e o fortalecimento do processo de comercialização de resíduos recicláveis em rede – catadores, técnicos e assessores estiveram reunidos na  sede do Insea, na última segunda (11) . A iniciativa que reúne redes de Minas Gerais e São Paulo é coordenada pelo Programa Novo Ciclo é uma ação conjunta desenvolvida pelo INSEA, MNCR, FUNDACIÓN AVINA e a DANONE.

Compõem o Novo Ciclo, as Redes Cooperativa Central Rede Solidária de Trabalhadores de Materiais Recicláveis de Minas Gerais (Rede Sol) Cooperativa de Reciclagem dos Catadores da Rede de Economia Solidária (Rede Cataunidos) , Rede Sul Sudoeste de Catadores de Materiais Recicláveis (Rede Sul Sudoeste) e a Rede Central das Cooperativas de Materiais Recicláveis e Reutilizáveis ( Rede Catavale-SP), com participação de 76 empreendimentos de 56 cidades de MG e SP.  Participou também do encontro da Rede de Negócios Sustentáveis (Rede Catasampa).

 

A COMERCIALIZAÇÃO

As negociações conjuntas dos empreendimentos de catadores nas mesmas cidades ou regiões próximas com a indústria já acontecem. Guilherme Fonseca, coordenador do Projeto Novo Ciclo, explica que o encontro quer promover uma integração mais ampliada.  “A experiência positiva de uma rede se agrega e contribui com a outra. Nosso objetivo é avançar na comercialização inter-redes”, prospecta o coordenador. Roberto Laureano da Rocha- Rede de Negócios Sustentáveis (Rede Catasampa)  analisa que “o  evento une as associações e cooperativas de catadores para avanços na cadeia produtiva da reciclagem. Vamos dar um grande passo, pensando  na comercialização conjunta que consigam atingir diretamente a indústria.”

A articulação em rede fomenta e possibilita o crescimento do trabalho dos catadores. Ana Romanelli,  Coordenadora de Projetos da Fundação Avina,  esclarece que “o  Novo Ciclo  vem promovendo a integração de catadores com a indústria na comercialização  direta”.  E defende, “o momento agora é de intensificar o empoderamento  dos catadores com  estratégias bem definidas.”  Ana preconiza o surgimento de um sistema de comercialização coordenado pelos catadores”. A articulação, através do Programa Novo Ciclo, ajuda a ter um contato maior  com a indústria. Para Ivaneide  da Silva Souza – Rede Cooperativa Central Rede Solidária de Trabalhadores de Materiais Recicláveis de Minas Gerais (Rede Sol), ” a integração traz fortalecimento e crescimento para os catadores nos processos de comercialização.”

MAIS CONEXÃO

Com a experiência da comercialização e as possibilidades nos negócios da reciclagem, o encontro une as associações, cooperativas das redes num projeto mais integrado.  Guilherme reforça que o evento vem para alinhar o trabalho dos catadores e o apoio da equipe técnica do projeto.  Segundo ele, a intenção é “melhorar o fluxo de relação com o mercado da reciclagem, fortalecendo os catadores, a autogestão e a inclusão socioprodutiva dos empreendimentos”. Antônio Aparecido Almeida – Rede Sul Sudoeste de Catadores de Materiais Recicláveis (Rede Sul Sudoeste)” considera que “o encontro  como importante por possibilitar o conhecimento das realidades da reciclagem dos estados, uma vez que temos desafios diferentes nas regiões.”

O encontro une as redes no caminho de uma integração macro. Reconhecendo que o desafio do momento e a logística, por ter as indústrias concentradas em regiões de Minas Gerais e são Paulo, Ana comenta que “num primeiro momento de curto prazo, a intenção é que mais associações e cooperativas acessem a indústria”. Na sequência, “a estratégia de maior prazo é que as redes estejam mais  integradas e façam a comercialização em conjunto,” esclarece. Para Marcos Antônio Elias – Cooperativa de Reciclagem dos Catadores da Rede de Economia Solidária (Rede Cataunidos) ,”a atuação em rede possibilita uma sermos mais fortes.”

 

 

Matéria produzida por Antônio Coquito, jornalista e assessor de comunicação  INSEA

Foto: Letícia Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros

A dedicação e empenho dessas instituições, tornaram possíveis a produção e continuidade dos projetos desenvolvidos pelo INSEA.


Hoje o Insea atua em mais de 20 projetos com o apoio dessas instituições. Sua empresa também pode ajudar a construir esta história! Entre em contato! Entre em contato!

cemig
ABHIPEC
danone-novo_cilco-parceiro-logo
dka_austria
wiego
Funcacao-bb
petrobras
governo_federal-insea
mncr
Desenvolvido por mOiDesign.
Todos os direitos reservados | INSEA